terça-feira, 13 de outubro de 2015

FUI ABUSADA

Hoje, assim como todos os dias, fui abusada. Abusaram de mim de várias formas, Física, psicológica e até mesmo com os olhos. Abusaram e abusam de forma incontrolável. Abusam de mim quando me chamam de puta, Pelo simples fato de eu estar me comportando fora dos "padrões", Até mesmo por eu estar vestindo algo que não agrade seus olhos. Ah, os seus olhos.. Um dos maiores abusadores, nojentos e sem limite algum, Que percorre meu corpo da maneira mais nojenta, desde que comecei a "ser mocinha" Olhos que algumas vezes nem esperam crescer, Abusam de maneira pedófila e nojenta, Duplicando o abuso. Abusam de mim quando dizem, Ou tentam dizer, O que devo ou não vestir Como devo ou não andar Quem e quantos devo beijar. Abusam de mim quando me culpam por tudo; Por não me apaixonar, Por não querer ter filhos, Por não gostar do que "a maioria" (que particularmente, não sei que maioria é essa) gosta, Por receber cantadinhas escrotas na rua, na instituição de ensino, no trabalho e até virtualmente, Quando não passam dos limites, me culpando por eu ter sido estuprada. Abusam de mim quando passam por cima do meu não, Quando seguem fazendo chantagens emocionais Até mesmo me perseguindo Fazendo outras pessoas acreditarem que isso é romântico. Abusam de mim quando romantizão meu drama, Quando questionam "pra que feminismo?" Quando falam que estou me fazendo de vítima, Quando tentam me oprimir, Quando tentam diminuir minha luta, Quando ligam o feminismo ao vitimismo e até mesmo ao querer ser superior. Em mim tenho todos os sonhos e vontades do mundo, Vontades físicas, sentimentais e mentais. Só minhas, MINHAS VONTADES; Vontades que não precisam de seus rótulos, opiniões e principalmente não precisam do seu abuso. Quando criança, Não sabia o que queria ser quando crescer. Hoje sem dúvida eu sei, Quero ser livre do seu machismo, classismo, racismo; Quero ser livre de seus rótulos, sua homofobia e de tudo mais de ruim que tiveres para me oferecer. Enquanto insistires em me abusar Terá que ouvir, obrigatoriamente, TUDO que eu quiser falar, Palavras da minha cabeça, alma e coração. Pois assim como Frida Eu não me Kahlo. / Ingrid Fraga

6 comentários:

  1. Lindo!!! Cheio de força, garra... Coragem!!! Me sinto tão orgulhosa!! Da mínima parte que fiz na tua vida... Me sinto extremamente feliz. Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bruna! Gratidão a tudo que fez e faz por mim <3

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada Daiane, feliz que tenhas te identificado.

      Excluir